Literatura

Resenha | De Que Lado Você Está? – Guilherme Boulos

Compartilhar

A extrema direita comanda o Brasil em 2020 e assim o isola, nas trevas da ignorância e da radicalização sobre tudo e todos. E a esquerda, com isso? Mais perdida e bombardeada que cego em tiroteio, segue colhendo os cacos da demonização atribuída a ela – não apenas por seus erros do tempo do PT, mas para manter no poder vigente o fascismo que assolou o ex-país colorido e amoroso do Carnaval. De certa forma, De Que Lado Você Está? expõe e analisa a conjuntura política, econômica e social de 2014 pra cá, ostentando uma ingenuidade com gosto de esperança quanto a uma mudança sociopolítica, reconhecendo porém que o Brasil possui problemas estruturais e crônicos que só boas intenções jamais irão resolver. Mas Guilherme Boulos é um humanista, e ler suas palavras e reflexões urbanas sobre São Paulo e o Brasil pode ser um bálsamo para tempos de negação do Governo Federal até mesmo acerca de uma pandemia global no século XXI.

Longe de portar um elitismo em suas análises, o realismo de Boulos serve para transmitir soluções e críticas aos erros e vícios da nossa mídia, da nossa política e nossos valores nacionais. Não é novidade para ninguém que a corrupção é sobrenome do Brasil, e que desde o “impeachment” de Dilma Rousseff, racistas e homofóbicos e neonazistas saíram do armário empoderados por um discurso de ódio e confronto. Em menos de 5 anos, a política do “todo mundo ganha” de Lula morreu, empurrada pelas crises econômicas externas e a lógica do “tem que matar uns 30 mil pra dar jeito nesse Brasil, tá okay?!?!”. Boulos investiga a engrenagem e a mentalidade destas eras políticas, e nos leva a refletir, por um viés solidário, os seus apelos temporários e as suas consequências a médio e longo prazo para com o cidadão e sua vida em comunidade. O Brasil nunca deixou de ser uma continental Casa Grande, cuja “elite”, ao ver o filho negro da empregada fazendo pós-doutorado na USP, resolveu parar com essa palhaçada.

Custasse o que for. Em poucas páginas, Boulos esclarece a estratégia e a tática da esquerda brasileira, para garantir o bem estar das classes médias e baixas, e o fim da radicalização partidária para enfrentarmos, juntos, os poderosos e seus serviçais no Governo, e na mídia, por trás deste projeto de desmonte e emburrecimento do Brasil. Com foco prioritário em São Paulo em seus 42 artigos publicados de 2014, a 2015, já prevendo o fenômeno “mitológico” de Jair Bolsonaro, João Dória, Ricardo Salles e outras gárgulas do submundo, Boulos revira desde o lado obscuro do transporte público paulistano (a cartelização e os negócios ilícitos por trás das concessões de milhares de ônibus e micro-ônibus, em São Paulo), até o pensamento coxinha do sul e sudeste, e o custo do neoliberalismo no (inexistente) progresso da nação. De Que Lado Você Está? destrincha as feridas abertas do país, e sobretudo simboliza a esperança de uma figura política de esquerda para com um futuro menos contraditório, e mais humanitário, nesta década de 2020 a frente.

Douglas Olive

Cinéfilo formado em publicidade e iniciante com "Os Aristogatas", que assistia 5 vezes por dia na infância, e que agora começa a querer fazer seus próprios filmes. Devo estar indo longe demais.
Veja mais posts do Douglas
Compartilhar