Quadrinhos

Resenha | Nick Raider: Golpe de Cena

Compartilhar

Segundo volume das aventuras do detetive criado por Claudio Nizzi, Golpe de Cena traz o detetive Nick Raider às voltas com uma trama que tem um ponto de partida um tanto quanto curioso: durante o roubo de selos raros, um ladrão é surpreendido pelo dono da coleção e sua esposa. Após uma briga, o bandido acaba acidentalmente matando o colecionador e foge em pânico. Porém, o que deveria ser somente um furto, acaba se tornando uma investigação de homicídio, ao passo que as evidências apontam para a esposa do colecionador, pois o ladrão não deixou nenhuma pista e somente ela presenciou o crime.

Com roteiro de Giuseppe Ferradino, Nick Raider mais uma vez abraça suas inspirações hollywoodianas, com uma trama rocambolesca, mas que vai se amarrando à medida que os fatos ocorrem. Elementos clássicos e recorrentes se encontram presentes na história e o protagonista se demonstra sempre obstinado na resolução do caso, nem que pra isso tenha que questionar seus superiores e agir à margem da lei, principalmente quando isso envolve uma donzela em perigo.

Entretanto, um elemento clássico das histórias de Nick Raider não aparece aqui: o lado galanteador do detetive. Nick é retratado um pouco mais distante pelo roteiro de Ferradino, o que é algo interessante, pois aumenta a seriedade do personagem em detrimento da sua habitual (e divertida) canastrice. Outro ponto bem interessante do roteiro é o tratamento dado à Marvin, parceiro de Nick. Claramente inspirado no detetive Axel Foley, interpretado por Eddie Murphy em Um Tira da Pesada, o detetive Marvin Brown aqui participa mais diretamente da trama, deixando de ser apenas um alívio cômico, e infelizmente, alvo de piadas racistas do protagonista (algo bastante questionável à época da publicação, mas ainda recorrente em diversas mídias).

Há de se ressaltar também, a ótima arte de Gustavo Trigo, repleta de dinamismo e detalhismo, e que trazem uma ótima noção de movimento e proporcionam prazer aos olhos do leitor. Golpe de Cena é mais uma história divertida e de fácil leitura apesar das viradas de roteiro que acontecem no seu desenrolar. Mais um bom exemplar da editora italiana Sergio Bonelli Editore lançado pela Editora Mythos.

Compre: Nick Raider – Golpe de Cena.

Bernardo Mazzei

Advogado, mineiro, Flamengo até morrer, roqueiro doido, cinéfilo e recaído no vício em quadrinhos. Só chuta de trivela e sonha em trabalhar na polícia de Los Angeles pra poder gritar "LAPD! FREEZE, MUTHAFUCKA!".
Veja mais posts do Bernardo
Compartilhar