Quadrinhos

Resenha | Por Muito Tempo Tentei me Convencer de Que Te Amava

Compartilhar

Em 2015, o então prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad, determinou que a Avenida Paulista deveria ser fechada para veículos motorizados e liberada para pedestres e ciclistas, durante os domingos e feriados nacionais, entre as 10h e as 18h.

Tal medida teve como objetivo trazer a população para esses espaços, propiciando um ambiente de lazer tranquilo e seguro para as famílias que por lá poderiam passar. A medida foi bem sucedida e continua em vigor ainda nos dias atuais.

Sob esse pano de fundo, Thiago Souto concebeu Por Muito Tempo Tentei me Convencer de Que Te Amava, história que narra o passeio dominical de um paulistano (ele mesmo, no caso) pela Avenida Paulista.

Com uma narrativa sinestésica e polifônica, Souto leva o leitor a acompanhar sua sensação diante do que a cidade pode oferecer. Em fluxo de pensamento ele divaga e apresenta fragmentos da realidade entrecortados entre si, criando assim uma colcha de retalhos que evoca a experiência pessoal em detrimento do relato fidedigno.

Desse modo, a narrativa se dispõe a construir toda uma ambientação que ressoa aos detalhes mais ordinários que englobam o contato humano, ao mesmo tempo em que personaliza a cidade de São Paulo, tratando-a quase como alguém com vida e vontade próprias.

Nesse intuito, Souto abre mão de elementos basilares da narrativa gráfica, deixa de lado requadros e sarjetas, fazendo com que a página como um todo funcione tanto enquanto unidade de sentido quanto a partir de toda uma multiplicidade de cenas que se acumulam e se atropelam na explosão multissensorial pela qual o autor passa ao se pegar desbravando São Paulo por um ângulo que até então não havia imaginado.

A diversidade é a todo tempo evocada através dos pedaços de vida que o olhar de Thiago capta em seu entorno, conjugando visualidades e pontos de convergência através de uma narrativa visual caótica e que se estabelece em dupla camada, através do preto, do branco e do magenta, que dão volumetria para as cenas ao mesmo tempo em que possibilitam a simultaneidade dos eventos que se entrepõem aos planos narrativos.

A dissonância resultante do traço dinâmico e camaleônico de Souto torna um passeio de domingo em uma experiência transcendental, que discute a relação de amor do autor com a capital paulista, sua cidade natal, mas que traz consigo particularidades tão grandes e vastas que ele mesmo por vezes precisa parar e contemplar aquele todo múltiplo e diverso que compõe a cidade.

Publicado pela Balão Editorial, Por Muito Tempo Tentei me Convencer de Que Te Amava possui quarenta e oito páginas em papel pólen e capa cartonada com orelhas. Breve, mas impactante, a história entrega uma carta de amor a São Paulo e desnuda o imenso potencial de Souto enquanto quadrinista, com seu roteiro fragmentário e arte fluida.

Lucas Fazola Miguel

Lucas Fazola Miguel é professor de português e pesquisador de Histórias em Quadrinhos pela Universidade Federal de Juiz de Fora. www.instagram.com/fazolahqs | www.twitter.com/lucasfazola
Veja mais posts do Lucas
Compartilhar